UMA COMUNIDADE, UM FUTURO!

Entrevista com Vera Vides - VMV Hair Stylist

Updated: Sep 20


O estúdio VMV Hair Stylist da cabeleireira Vera Vides vai fazer para o próximo mês de setembro um ano de existência. Este espaço localizado na rua José Ramos Vides, próximo do quartel dos bombeiros voluntários de Azambuja, serve de base para a arte e atividade de Vera Vides, cabeleireira e responsável por este projeto, natural desta vila ribatejana. Conta-nos que o fato de ter enveredado por esta profissão, deveu-se a uma lesão contraída ao serviço da empresa onde trabalhava. Esta situação impediu-a de continuar a laborar na área e, consequentemente, decidiu investir na formação de cabeleireira. Três anos volvidos, tinha o certificado. No seu currículo conta já com uma vasta experiência em estágios quer em Portugal quer no estrangeiro, assim como, presenças em eventos como Moda Lisboa, Rainha das Vindimas, Miss Portuguese UK entre outros. Conheça mais sobre a VMW Hair Stylist através do Facebook e Instagram.

O que a levou a ser comerciante e a concretizar este projeto em Azambuja?

Dadas as circunstâncias este acabou por ser o mote para a concretização de um sonho. Abrir um espaço na área onde me formei, na minha terra, onde quero inovar, onde sou acarinhada, onde quero marcar a diferença, mostrar o meu valor e colocar em prática tudo o que absorvi antes. Normalmente é nas grandes crises e nos momentos mais complexos que surgem novas oportunidades. O que é que esta pandemia trouxe ou acrescentou ao comércio?

No meu caso específico esta pandemia não acrescentou nada de positivo pois trabalho diretamente com pessoas. Infelizmente não há forma de uma cabeleireira, ou outra pessoa com uma profissão similar, reinventar-se perante um cenário destes.

Azambuja é uma terra de gente muito especial. Tem alguma história que possa partilhar?

As histórias são muitas pois as pessoas sentem-se cada vez mais sozinhas dada a conjuntura que atravessamos. Precisam acima de tudo de alguém que as oiçam, de alguém que tenha tempo para elas, de alguém que olhe para elas... As relações interpessoais nunca foram tão importantes. A palavra “partilha” é diária e primordial para o bem estar das nossas gentes.

O que podemos fazer para que nos próximos 10 anos tenhamos um concelho com mais oportunidades e com maior crescimento?

Precisamos de pessoas empreendedoras, mas para que haja empreendedorismo é necessário que existam incentivos nesse sentido, principalmente para que os jovens possam investir pessoal e profissionalmente no nosso concelho. Só assim podemos crescer. Apoiando. Incentivar e inovar são a chave para o sucesso.

4 views0 comments