UMA COMUNIDADE, UM FUTURO!

Entrevista com Kalyan David Silva - Escola Profissional de Reiki


Bom dia Quais as necessidades que emergem da vida contemporâneas e das suas vicissitudes? Em tempos tão voláteis, a falta de equilíbrio está na origem na maior parte dos bloqueios. É frequente chegarmos a um plano de busca interior, procurando uma solução onde o espiritual se funde com o prático, por uma existência sã e em harmonia. Entrevistámos Kalyan David Silva, responsável pela Escola Profissional de Reiki para sabermos mais sobre esta técnica de origem japonesa. Conte-nos um pouco sobre si. Como aconteceu o seu interesse pelo Reiki? Para lhe contar sobre mim e o meu contacto com o Reiki, tenho que lhe falar um pouco sobre a minha infância e adolescência, que foram muito diferentes das da maioria das pessoas. Foram tempos conturbados e havia muito autoritarismo em casa, por isso tornei-me um rebelde revoltado. Desde muito cedo, passei por períodos instáveis de depressão, ansiedade, drogas, desintoxicação e recaídas. Resolvi, mais tarde, experimentar as artes marciais, inicialmente o kickboxing. Já em 1999, integrei-me numa arte marcial, o Kenpo, onde fui muito bem acompanhado. Trouxe-me muito mais segurança, pois na altura ainda sentia a necessidade de me proteger, foi uma grande mais-valia. Através do Kenpo, foi-me dado a conhecer também o Reiki. E é aí que tudo muda. Inicialmente, não liguei muito pois não acreditava nesse tipo de coisas e até brincava com isso. Mas como tinha uma lesão nas costas e gostava muito de combater, resolvi experimentar, até porque os tratamentos de fisioterapia e medicação não adiantavam. Ao fim de 20 minutos, na primeira sessão de Reiki, a dor diminuiu. Durante duas semanas, fizemos sessões de Reiki e a dor simplesmente desapareceu, ou seja, nunca mais tive essa dor nas costas. Fiquei fascinado e comecei a estudar nesse mesmo ano. Desde Outubro do ano 2000 até aos dias de hoje, não há um dia em que não pratique Reiki em mim próprio. Deixei todas as adições - tabaco, álcool, drogas, jogo – tudo isso desapareceu naturalmente. O Reiki é uma ferramenta que nos muda a partir de dentro, cura-nos as feridas emocionais. Quando ficamos bem emocionalmente, não necessitamos das coisas externas que nos podem trazer um ‘’falso’’ prazer.

Quais são as razões principais que levam as pessoas a procurar o Reiki? É verdade que a procura parte mais das mulheres? Isto tem fases. Neste momento, as pessoas procuram mais por estados de depressão, ansiedade e fobias. Também tive casos de sucesso em pessoas com doenças oncológicas. Falo muito num caso que é o da Luísa, foi o mais flagrante. A Luísa começou a fazer tratamentos comigo em 2015. Quando me procurou tinha cancro no fígado, com algumas metástases. Fazia as sessões no IPO e Reiki comigo semanalmente. Os médicos davam-lhe poucas semanas de vida. O que é certo é que ao fim de 4 anos, ela trouxe-me o relatório médico e disse que estava completamente curada e agradeceu-me por eu ter contribuído para vencer essa batalha. Isso deu-me uma enorme satisfação. E, sim, é verdade que são mais as mulheres que procuram o Reiki. Elas são mais emocionais, os homens mais mentais. As mulheres têm uma tendência maior para serem depressivas, ansiosas, lidam menos bem com a parte emocional dos relacionamentos que não funcionam. Isto, claro, de um modo geral. Os homens também o podem ser, mas não ficam tão fragilizados aparentemente e tendem a ser mais orgulhosos no que toca a procurar ajuda. Os homens até são quem mais precisam, a meu ver. Ajudo muitos homens a encontrarem uma maior tranquilidade e a sentirem-se mais saudáveis. Em que métodos se baseia nas sessões de Reiki? Tenho formação em 3 sistemas diferentes. Inicialmente foram o Reiki Essencial e o Reiki Tradicional. Formei-me como mestre e em 2004 comecei logo a trabalhar como terapeuta e professor. Em 2005, tive conhecimento do Reiki Japonês. A forma como é praticado tem grandes diferenças em relação ao Reiki Ocidental. Não nos focamos nos chakras no sistema japonês, aliás nem sequer existe o sistema de chakras. Nós focamo-nos no sistema circulatório, linfático e no sistema nervoso central. Portanto, no Reiki japonês, trabalhamos no corpo todo, mas estes três sistemas são os principais. O processo de Reiki é muito simples. O Reiki é canalização de energia, energia essa que nos envolve, que é a do meio ambiente. Nós somos energia, isso é científico. Estamos vivos porque temos energia a fluir no nosso corpo, através do oxigénio. Obtemos energia também através da alimentação, o nosso corpo faz a transformação e isso é metabolizado em energia que, por sua vez, dá energia às células. Conseguimos captar essa energia ao nosso redor e canalizá-la através do nosso corpo. Então o que estamos a fazer é a dar o mesmo tipo de energia, mas no estado puro, ao corpo da outra pessoa e assim o metabolismo acelera nessa pessoa, logo as células conseguem autorregenerar-se muito mais facilmente e o corpo tem muito mais capacidade de remover as toxinas que lá estão. Todos os nossos órgãos funcionam melhor e, por isso, o nosso corpo torna-se mais saudável. Essa energia é canalizada com a imposição das mãos sobre o corpo da pessoa. Depois utilizamos o olhar e o sopro. Eu sei que isto pode parecer estranho, mas faz parte do método. Portanto, canalizamos energia através das mãos, olhar e sopro. Regendo-nos pelas sensações que sentimos nas nossas mãos percebemos quais as zonas do corpo que precisam de mais ou menos energia. Utilizamos também técnicas de massagem, acupressão, batimento, fricção, mediante o que for necessário para que a pessoa recupere. Todas as técnicas são complementares. É todo este conjunto que cria o método do Reiki. Sabemos que já tem eventos no nosso Concelho. Fale-nos um pouco sobre os projetos delineados para os próximos meses. Sim, fui convidado pela Madalena Toscany para uma colaboração no Hubs Grandella, em Aveiras de Cima. É um dos projetos que vão arrancar agora em Março. Queremos ajudar pessoas a atingirem os seus objetivos de vida. Nessas sessões, irei utilizar as formações e práticas que tenho de Reiki, Constelações Familiares, Meditações, Coaching, Inteligência Emocional, etc. Mediante as necessidades de cada um, usamos metodologias e práticas para que as pessoas consigam libertar as crenças e emoções limitadoras e ver mais além. Para Abril, tenho um outro projeto em Valada, na Quinta da Marchanta. É um retiro de quatro dias só para homens sobre Inteligência Emocional, envolvendo várias práticas e atividades, como por exemplo, o coaching, a meditação, teambuilding. Será um retiro para que melhor se conheçam a si próprios e para que melhor compreendam as mulheres. Pode ser uma grande ideia as senhoras convidarem os maridos ou os amigos. Um dos meus objetivos é fazer com que as pessoas se libertem das crenças de quem elas são, a empoderarem-se e isso acaba por lhes trazer uma felicidade e uma liberdade enorme. Costumo dizer que sou um professor de felicidade, alguém que leva as pessoas a sentirem mais paz e quando estamos em paz, sentimo-nos mais felizes. LINKS https://www.davidsilva.com.pt/ https://www.escolaprofissionaldereiki.com/



1 view0 comments